Prefeitura de Marechal Thaumaturgo produz mais 100 mapas de georreferenciamento para construção de tanques na Reserva Extrativista do Alto Juruá

Garantir renda e alimento na mesa dos moradores que vivem dentro da Reserva Extrativista do Alto Rio Juruá, área de conservação ambiental, demanda planejamento e políticas públicas com eficácia. Nesse sentido, a Prefeitura de Marechal Thaumaturgo, por meio de profissionais da Secretaria Municipal de Agricultura, estão realizando georreferenciamento das áreas pré-selecionadas, para produção de croquis de acesso e localização dos locais que serão construídos os novos tanques para os produtores da região do Alto Juruá.

Segundo a Prefeitura de Marechal Thaumaturgo, no setor do Rio Tejo e Rio Amônia, já foram contemplados e executados 39 pontos de tanques mecanizados e entregue aos moradores para a criação de peixes. Além disso, a Prefeitura já está em fase de elaboração de mais 62 novos pontos, para a construção de tanques mecanizados.

Já nas comunidades do Rio Tejo, setor Rio Bagé, a gestão mapeou mais 51 pontos. Com a execução de 26 tanques no total.

A equipe vai continuar fazendo os mapeamentos e os croquis. Após isso, a Prefeitura vai solicitar a liberação das licenças junto ao ICMBIO, órgão responsável pela reserva.

A construção de tanques nas comunidades rurais é um programa criado na gestão do prefeito Valdelio Furtado. Que além dos tanques mecanizados, já entregou quase 200 equipamentos agrícolas aos produtores e barcos motorizados para o escoamento da produção.

“Milhares de munícipes vivem dentro da Reserva Extrativista do Alto Juruá, onde é proibido o desmatamento. Então, temos que levar alternativas de produção, para poder garantir a subsistência dos moradores. E a criação de peixe é uma alternativa que vem ser muito lucrativa”, destaca o prefeito.

fonte: https://estadodoacre.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × quatro =