Funai abre processo para contratar estagiários com vagas para o Acre

A Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) abriu seleção para contratação de estagiários, com vagas disponíveis para a Superintendência no Acre. O anúncio foi feito em decreto publicado pela ministra Sônia Guajajara, no Diário Oficial da União desta sexta-feira (30).

O edital prevê o ingresso de estudantes dos níveis médio e superior, que cumpram os seguintes requisitos:

  • disponibilidade para estagiar por, no mínimo, 06 (seis) meses, quando da convocação;
  • não esteja cursando o último semestre do nível médio ou do nível superior, quando da convocação;
  • tenha idade mínima de 16 anos no ato da assinatura do Termo de Compromisso de Estágio (TCE);
  • não esteja prestando estágio em entidades da administração pública direta ou indireta, de qualquer dos poderes da União, dos estados, do Distrito Federal ou dos municípios ou na iniciativa privada;
  • não tenha histórico de realização de estágio na Funai por período equivalente a dois anos.

Para os aprovados nas vagas de nível superior, a jornada será de quatro horas diárias, com direito à bolsa estágio no valor de R$787,98.

Já os aprovados de nível médio, irão atuar as mesmas 20 horas semanais, com bolsa de R$486,05. O auxílio transporte será de R$10 por dia.

Inscrições

O processo de inscrição e provas será on-line. Os interessados nas vagas devem se inscrever no período de 1º a 28 de julho, por meio do site da Universidade Patativa. O resultado final deve ser publicado no DOU no próximo dia 18 de agosto.

Concurso Público

Além da seleção de estagiários, a Funai também já foi autorizada pelo governo federal a realizar novo concurso público efetivo nós próximos meses.

O novo concurso da Fundação Nacional dos Povos indígenas preencherá 502 vagas, em carreiras dos níveis médio e superior. São elas:

  • nível médio: agente em indigenismo (152 vagas e remuneração prevista de R$5.349,07); e
  • nível superior: administrador (26), antropólogo (19), arquiteto (uma), arquivista (uma), assistente social (21), bibliotecário (seis), contador (12), economista (24), engenheiro (20), engenheiro agrônomo (31), engenheiro florestal (duas), estatístico (uma), geógrafo (quatro), indigenista especializado (152), psicólogo (seis), sociólogo (12), técnico em assuntos educacionais (duas) e técnico em comunicação social (dez).

No caso dos cargos de nível superior, a remuneração prevista é de R$6.420,87. O prazo para aplicação de provas deve ocorrer em até dois meses após a publicação do edital.

Fonte contilnet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 7 =