Censo do IBGE: 9 em cada 10 cidades do Brasil têm indígenas; veja mapa e consulte sua cidade

Dados sobre população indígena no país foram divulgados nesta segunda-feira (7) pelo IBGE. Quase 1,7 milhão de brasileiros se autodeclaram indígenas.

O Censo de 2022 mostra que:

  • O Brasil tem 1,7 milhão de pessoas que se identificam como indígenas. Isso corresponde a 0,8% da população total do país.
  • O Norte concentra 45% dos indígenas brasileiros, com grande destaque para o estado do Amazonas – que, sozinho, tem 490,9 mil indígenas, ou 29% do total.
  • O Nordeste vem em seguida, com 31% dos indígenas do país. O destaque da região é a Bahia, o segundo estado com mais indígenas do país – com 229,1 mil pessoas.
  • Mesmo com essa concentração, há indígenas em todas as regiões e em todos os estados brasileiros.
  • Das 5.570 cidades do país, 4.832 têm moradores indígenas (86,8%).
  • Os povos indígenas passaram a ser mapeados pelo IBGE em 1991, com base na autodeclaração no quesito “cor ou raça”. No entanto, a partir do Censo de 2022, o instituto ampliou a metodologia, utilizando a cartografia censitária colaborativa e passando a considerar outras localidades indígenas além das terras oficialmente delimitadas.
  • Quais são as cidades com mais indígenas do país?
  • Das 10 cidades com as maiores populações indígenas do país, cinco estão no Amazonas, como é possível ver no ranking abaixo.
  • O primeiro lugar é ocupado pela capital, Manaus, que tem mais de 71 mil indígenas.
  • Outras três capitais estão no ranking: Salvador, com 27,7 mil indígenas; Boa Vista, com 20,4 mil; e São Paulo, com 19,8 mil.
  • Veja o ranking completo (por quantidade)
  • Manaus (AM): 71.713 indígenas
  • São Gabriel da Cachoeira (AM): 48.256
  • Tabatinga (AM): 34.497
  • Salvador (BA): 27.740
  • São Paulo de Olivença (AM): 26.619
  • Pesqueira (PE): 22.728
  • Autazes (AM): 20.442
  • Boa Vista (RR): 20.410
  • Tefé (AM): 20.394
  • São Paulo (SP): 19.777
  • Considerando a proporção — ou seja, quanto a população indígena representa em relação ao total de habitantes da cidade –, o município de Uiramutã, em Roraima, lidera o ranking nacional. Lá, quase 97% dos moradores se autodeclaram indígenas.
  • Veja o ranking completo (por proporção):
  • Uiramutã (RR): 13.283 indígenas (96,6% da população da cidade)
  • Santa Isabel do Rio Negro (AM): 13.622 (96,2%)
  • São Gabriel da Cachoeira (AM): 48.256 (93,2%)
  • Amaturá (AM): 9.948 (92%)
  • Normandia (RR): 12.144 (88,8%)
  • Marcação (PB): 7.926 (88,1%)
  • Baía da Traição (PB): 7.992 (86,6%)
  • Carnaubeira da Penha (PE): 10.506 (85,8%)
  • São Paulo de Olivença (AM): 26.619 (80,7%)
  • São João das Missões (MG): 10.398 (79,8%)
  • Como os indígenas estão distribuídos nestas cidades?
  • Apesar de a maioria das cidades do país ter presença indígena (4,8 mil cidades), há uma concentração muito grande em alguns poucos municípios.
  • As 100 cidades com mais indígenas, por exemplo, concentram mais de 60% da população que se autodeclara desta forma de todo o país.
  • Isso significa que a maior parte das mais de 4,8 mil cidades têm, na verdade, pouquíssimos moradores indígenas.
  • Em 2,1 mil cidades, por exemplo, há 10 moradores que se autodeclaram indígenas ou menos. Em 450 delas, há apenas um indígena.

fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 11 =