77% dos indígenas do Acre vivem em 7 municípios dos 22

O IBGE divulgou no dia 07/8 que a população indígena do Acre chegou a 31.699 pessoas em 2022, o que representa 3,8% do total de habitantes. Sete municípios concentram a maior quantidade de indígenas: Santa Rosa do Purus, Feijó, Jordão, Tarauacá, Marechal Thaumaturgo, Mâncio Lima e Rio Branco. Em 2010, quando foi realizado o Censo anterior, foram contados 17.578 indígenas no estado. Isso equivale a um aumento de 80,33% em 12 anos, período em que esse contingente quase dobrou. O crescimento do total da população nesse mesmo período foi de 13,2%. Na tabela abaixo, destacam-se a população total e a população de indígenas.

Quando considerada a totalidade de indígenas vivendo no estado, 19.010 (60%) residiam em Terras Indígenas e 12.689 (40%) fora delas. Cinco municípios respondiam por mais da metade (77,38%%) das pessoas indígenas vivendo nas terras indígenas: Feijó (3.879), Jordão (3.276), Tarauacá (2.762), Santa Rosa (2.654) e Marechal Thaumaturgo (2.139). 

Como visto, a população indígena do Acre em 2022 representou 3,8% do total de habitantes. Dez municípios superaram a média estadual. O destaque é Santa Rosa do Purus, onde 63,9% da população é indígena. Em seguida vem: Jordão (44,6%), Marechal Thaumaturgo (19,6%) Assis Brasil (14,9%), Mâncio Lima (14,6%), Feijó (12,5%), Tarauacá (8,7%), Porto Walter (8,1%), Manoel Urbano (8,0%) e Sena Madureira (4,1%). No gráfico a seguir, destaca-se a participação dos indígenas para cada município do Acre.

A publicação do IBGE traz ainda o recorte da Amazônia Legal, região formada pelos estados do Norte, Mato Grosso e parte do Maranhão. No território habita a maior parte dos indígenas do país (51,25% ou 867,9 mil indígenas). Esse contingente corresponde a 3,26% do total de habitantes da região. 

O gerente de Territórios Tradicionais e Áreas Protegidas do IBGE, Fernando Damasco, destaca que esse é um recorte importante para entender a participação da população indígena na Amazônia e a importância para a conservação do ambiente amazônico. É importante destacar que esses dados acabam revelando que há uma grande participação indígena na Amazônia Legal, mas lembra também que há aproximadamente metade dessa população residindo fora dela. 

Na Amazônia Legal foram contados 403,3 mil indígenas vivendo nos territórios oficialmente delimitados, o equivalente a 64,83% da população indígena vivendo nessas terras. Na Amazônia Legal, a proporção de indígenas que vivem nesses territórios (46,47%) supera a média do país (36,73%).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + dezesseis =