Traficante é preso em lava jato usado para venda de drogas no Manoel Julião, em Rio Branco

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões – DCORE, realizou uma ação nesta sexta-feira, 11 objetivando combater crimes patrimoniais e deu cumprimento a um mandado de busca e apreensão, expedido pela Vara de Roubos e Extorsões da Comarca de Rio Branco.

O alvo foi um estabelecimento comercial, onde funcionava um lava jato, localizado no bairro Manoel Julião, em Rio Branco.

De acordo com levantamentos feitos pela investigação, o estabelecimento estaria sendo utilizado como ponto de venda de entorpecentes e recebimento de objetos provenientes de roubos ocorridos na capital.

A ação contou com o apoio do Núcleo de Operações do Cães da Polícia Civil – NOC/PC, o qual viabilizou o emprego de cão farejador para auxiliar nas buscas por substâncias e objetos ilícitos.

Por ocasião da busca, o nacional Y. D. dos S. B., 29 anos de idade, foi surpreendido portando uma pistola PT 58, devidamente municiada e produto de furto, substâncias entorpecentes e quantia em dinheiro.

Em virtude disso, o agente foi preso pela prática dos crimes de Receptação (art. 180 do CP), Porte Ilegal de Arma de fogo de uso restrito (Art. 16, §º, Inciso IV, da Lei nº 10.826/2003) e tráfico de drogas (art. 33, caput, da Lei nº 11.343/2006).

Fora de circulação, o preso foi colocado à disposição da justiça e será submetido à audiência de custódia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − um =