Entenda o que é apagão, blecaute e racionamento de energia

Apagão atingiu todas as regiões do Brasil nesta terça-feira (15); ONS confirmou ocorrência na abertura da interligação Norte-Sul

Uma ocorrência na rede de operação do Sistema Interligado Nacional (SIN) interrompeu 16 mil megawatts (MW) de carga e provocou um apagão que atingiu todas as regiões do Brasil na manhã desta terça-feira (15).

Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a interrupção ocorreu devido à abertura da interligação Norte-Sudeste.

O Ministério de Minas e Energia informou, às 10h51 desta terça-feira (15), que já houve retomada das cargas nos locais afetados pelo apagão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, enquanto Norte e Nordeste seguiam afetados.

Atualizando a situação, o vice-presidente Geraldo Alckmin disse, por volta de 12h, que o Nordeste já recuperou 80% da carga perdida e a região Norte, mais de 40%.

“A gente deverá, em poucas horas, se tudo correr bem, estar tudo normalizado. Aí vai se investigar a causa dessa perda de carga. Mas a ação foi rápida do Ministério de Minas e Energia, de seus técnicos, as equipes todas, e a recomposição está sendo rápida”, afirmou Alckmin.

Diante do ocorrido, a CNN explica as definições e as diferenças entre os conceitos que ganharam as redes sociais com a falta de energia generalizada: apagão, blecaute e racionamento de energia.

  • Apagão ou blecaute: interrupção total ou parcial do funcionamento do sistema elétrico
  • Racionamento: medida que determina a redução do consumo de energia elétrica

O que é apagão?

Apagão, ou blecaute (abrasileirado do termo em inglês black out), é a interrupção total ou parcial do funcionamento do sistema elétrico. Por conta de alguma falha na transmissão, uma determinada região do país fica sem o fornecimento de energia — ou, como se diz popularmente, sem luz. Vem daí o uso do termo.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divide as falhas no sistema elétrico em duas categorias: ocorrências e interrupções.

Uma ocorrência, como a que foi registrada nesta terça-feira (15), é um evento ou ação que faz o SIN operar fora das condições normais. Quando uma delas ocorre, a Aneel investiga as origens do problema, analisa as dificuldades verificadas no sistema e define medidas corretivas e preventivas para evitar que ela aconteça novamente.

Perturbações, segundo a agência, são caracterizadas pelo desligamento forçado de componentes do SIN. As consequências desse problema podem ser um corte de carga, o desligamento de outros componentes, danos em equipamentos ou violações de limites operativos.

O que é racionamento?

Racionamento, por sua vez, é uma medida imposta pelo governo que determina a redução do consumo de energia elétrica de uma parcela ou da totalidade da população, a depender do problema registrado no sistema.

Em geral, é adotado quando as autoridades compreendem que o fornecimento de energia não será suficiente para corresponder à demanda das pessoas, empresas e órgãos públicos. É, portanto, uma medida dura, que tem como objetivo evitar apagões por sobrecarga.

O mais famoso caso de racionamento de energia no Brasil ocorreu em julho de 2001, durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Na época, FHC determinou a redução de 20% do consumo por nove meses em 16 estados e no Distrito Federal.

O país atravessava uma seca e também precisava lidar com problemas de atrasos de obras no sistema de transmissão e geração de energia no Brasil.

Vídeo — Ministério confirma apagão em pelo menos quatro regiões

Cinco apagões nos últimos 24 anos

O Brasil já teve alguns dos maiores apagões do mundo, como a interrupção no fornecimento para 90 milhões de pessoas em 2009, e episódios traumáticos, como o apagão que deixou quase todo o Amapá por dez dias sem luz.

  • Amapá (2020)

Em 3 de novembro de 2020, a principal subestação do Amapá pegou fogo, afetando o fornecimento de energia em 13 dos 16 municípios do estado. Houve demora para o restabelecimento e caos nos serviços públicos. Quase 800 mil ficaram dez dias sem eletricidade.

  • Brasil (2018)

Em 21 de março de 2018, todas as regiões do país foram afetadas por um apagão, que teve maior intensidade e duração no Norte e no Nordeste. Os estados de Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rondônia, Sergipe e Tocantins foram os mais prejudicados.

O blecaute ocorreu por causa de uma falha na linha de transmissão ligada à usina hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, que não suportou um aumento de carga. No total, 70 milhões de pessoas foram afetadas.

  • Nordeste (2011)

Uma falha em subestação localizada na divisa de Pernambuco com a Bahia deixou 47 milhões de pessoas sem luz em todo o Nordeste, à exceção do Maranhão, na noite de 3 de fevereiro de 2011. Foram várias horas de interrupção no fornecimento.

  • Brasil e Paraguai (2009)

Na noite de 10 de novembro de 2009, houve falha de três linhas de transmissão provenientes da usina binacional de Itaipu. A queda brusca na demanda de energia ocasionou o desligamento automático de 20 turbinas da hidrelétrica, deixando quase 90 milhões de pessoas sem energia no Brasil e no Paraguai. Quatro estados brasileiros foram integralmente afetados. Cerca de 90% do país vizinho também ficou sem luz.

  • Brasil (1999)

Um dos maiores blecautes da história foi registrado em 11 de março de 1999. Dez estados e o Distrito Federal ficaram sem fornecimento à noite. Ao todo, 76 milhões de pessoas foram afetadas.

Na época, o governo culpou um raio que teria atingido uma torre de distribuição em Bauru (SP). Depois, ficou comprovado que essa não era a causa. Apontou-se posteriormente a sobrecarga do sistema como motivo. Dois anos mais tarde, houve racionamento de energia em todo o país, exceto na região Sul.

Veja também — Apagão atinge vários estados brasileiros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 7 =