Vazamento de produto químico provoca evacuação no Hospital do Câncer, no Rio

Pessoas deixaram prédio do Hospital do Câncer, no Rio, após vazamento de produto químico

O vazamento de uma substância química causou a evacuação do Hospital do Câncer 3, unidade do Instituto Nacional do Câncer (Inca), nesta terça-feira (15), na zona norte do Rio.

A fumaça do ácido nítrico invadiu o centro cirúrgico e interrompeu uma cirurgia em andamento. Outras precisaram ser remarcadas.

O diretor da unidade, Marcelo Bello, afirmou que, em princípio, as pessoas pensaram que se tratava de um incêndio por causa da fumaça causada pela reação química, mas que logo a situação foi controlada. O Quartel do Corpo de Bombeiros do Grajaú foi acionado e afirmou que não houve registro de feridos.

“Provocou uma fumaça muito grande, o cheiro muito forte e houve um medo que fosse um princípio de incêndio”, afirmou o diretor do hospital. “O plano de ação para incêndio funcionou muito bem no hospital. A gente conseguiu evacuar os pacientes que estavam iniciando cirurgia”.

O Inca informou que as instalações da unidade, dedicadas ao tratamento de pacientes diagnosticados com câncer de mama, foram avaliadas pelos bombeiros para garantir a completa segurança do ambiente e o prédio foi liberado para funcionar.

Marcelo Bello disse que quase todas as atividades serão mantidas nesta terça, exceto as cirurgias devido ao cheiro muito forte do produto químico. Os procedimentos cancelados serão transferidos para a Unidade 2, do Inca, na região central do Rio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 15 =