Prefeito de Rio Branco abre trabalhos no 80º Fonac na capital

O 80º Fórum Nacional de Secretarias Municipais de Administração das Capitais está sendo
realizado, na capital acreana. Durante os dias 24 e 25, 18 municípios e 10 capitais, poderão
debater e deliberar acerca de eixos temáticos voltados à gestão de patrimônio público,
impactos da reforma tributária, nova lei de licitações e gestão de projetos.

A programação foi aberta pelo prefeito de Rio Branco que, durante o seu discurso, falou
sobre as ações desenvolvidas na capital, os projetos políticos, econômicos, sociais,
infraestrutura e de desenvolvimento de Rio Branco. Bocalom discorreu, ainda, sobre as
ações de mobilidade urbana, pavimentação de ruas por meio do programa Recupera Rio
Branco, sinalização, construção de elevados e viadutos.
Sobre o setor produtivo, o prefeito destacou os incentivos de fomento na distribuição de
calcário, recuperação de áreas degradadas e tecnologia e sobre o projeto de habitação, o
destaque foi o 1001 Dignidades e o Minha Dignidade. O gestor disse ainda que é um
prazer muito grande poder receber os secretários das outras capitais na nossa capital, um
lugar distante na Amazônia.
“É um prazer grande poder receber cada um dos secretários aqui e poder discutir os
avanços que tem cada uma das nossas capitais na área de administração pública
municipal. É muito importante essa experiência trocada entre cada um deles e Rio
Branco vai ganhar muito disso. Vamos ter a oportunidade também de mostrar a cada um
deles o progresso da nossa querida Rio Branco e o que é verdadeiramente a nossa
Amazônia.”
O secretário de Gestão Administrativa Rio Branco, Jhonatan Santiago, também será um
dos palestrantes. Ele disse que o evento é uma troca de experiências entre os gestores, o
que contribuiu para o desenvolvimento regional.
“Essa é a grande importância da integração entre os municípios, as capitais e os nossos
municípios aqui do Acre”, disse o secretário.
Ao final, o prefeito assinou um projeto de lei para que o município possa participar de
fato e de direito como membro associado do Fórum Nacional de Secretários Municipais
de Administração das Capitais, sendo uma exigência da Procuradoria-Geral do
Município. A PL será encaminhada para a Câmara Municipal e apreciada pelos
vereadores.
“A gente precisa provar que na Amazônia tem realmente onça, tem bicho, tem índio,
cada um no seu lugar, mas que as nossas cidades já progrediram muito e estamos
correndo atrás evidentemente para chegar próximo do progresso das regiões da região

sul do país. Rio Branco está se modernizando para chegar próximo a uma capital, como
Florianópolis”, concluiu o prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 − um =