Psicólogo é preso em Feijó, após ser acusado de abusar de uma paciente que buscava ajuda para uma crise de ansiedade

Um profissional da psicologia da cidade de Feijó, no interior do Acre, foi preso preventivamente na última terça-feira, 5 de setembro, sob a suspeita de abusar sexualmente de uma paciente de 50 anos, durante atendimento na casa dele. O crime teria ocorrido em agosto e foi denunciado pela vítima durante uma palestra do projeto “Proteja Mulher”, oferecida pelo Observatório de Violência Gênero e pelo Centro de Atendimento à Vítima (CAV) do Ministério Público Estadual (MPAC).

O homem estava na plateia quando a mulher fez a denúncia. A vítima, inclusive, já havia feito um Boletim de Ocorrência (B.O) na delegacia da cidade contra o psicólogo. O suspeito não teve o nome divulgado, o que impossibilitou nossa equipe de reportagens conversar fim a defesa do acusado.

No dia que teria acontecido o crime, segundo a denúncia, a vítima teria mandado mensagem para o psicólogo dizendo que estava em crise de ansiedade e precisava conversar. Queria suporte. Como já havia passado o horário do expediente, o homem pediu para a paciente ir até à casa dele, onde tem um consultório que faz atendimentos particulares. No ambiente, o crime teria acontecido.

Procurado, Eronildo Souza, secretário de saúde do município disse “A secretaria não admite esse tipo de situação, a orientação dada a todos os profissionais é que o paciente deve ser atendido no local de trabalho, que é a unidade básica de saúde”, concluiu.

fonte: alertacidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 20 =