Governo não quer que órgão de controle federais investiguem as falcatruas que há dentro da SESACRE

Aonde vamos parar com esse governo de Gladson Cameli que já deixou claro que se aproveita de oportunidades para tirar vantagens indevidas e pior, cadê os órgãos de controles para coibir essas práticas criminosas? Não é de hoje que o atual governo está jogando sujo com a população do estado do Acre.

Primeiro, o estado foi lesado com o desvio de quase 1 bilhão dos cofres públicos por meio das áreas da saúde e educação durante a pandemia, claramente a Polícia Federal, por meio da operação Ptolomeu bateu em cima e desencadeou uma extensa investigação que resultou em várias outras operações.

Nessa mesma vibe, o governo de Gladson resolveu terceirizar a prestação de serviços médicos em ortopedia e traumatologia e firmou processos licitatórios que estão recheados de irregularidade, tanto com a empresa Medtrauma como também com a empresa UNAO como aponta a Controladoria Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Dentre essas inúmera irregularidades estão: superfaturamento no fornecimento de materiais e nos procedimentos, para se ter noção das manobras para tirar vantagens financeira indevidas uma única cirurgia era dividida em quatro etapas e acreditem as empresas recebias por cada etapa, era um único procedimentos com pagamentos multiplicados. Já em relação a prestação de serviços sem contrato, as empresas irão receber por meio de reconhecimento de dívida no final as duas empresas irão receber R$ 46 milhões, quando os contratos originais eram de R$ 24 milhões, mas as artimanhas não para por aí. O governo pode ter pago a mais o valor de R$ 9.111.486,00 somente com o superfaturamento dos serviços, principalmente da empresa Medtrauma.

Leia Também: Governador Gladson Cameli quer cobrar ICMS do sol. Roberto Duarte irá apresentar projeto para vetar ICMS sob a energia solar

O Tribunal de Contas da União descobriu que o governo Cameli contratou a empresa Medtrauma mesmo ela apresentando preços mais altos e ficando em segundo lugar, quando o estado foi notificado resolveu manter a Medtrauma e retirar todo o dinheiro repassado pelo governo federal e usar apenas recurso próprio, com o intuito de tirar as investigações dos órgãos federais como: Ministério Público Federal, Polícia Federal e Tribunal de Contas da União e a Controladoria Geral da União.

A grande pergunta que fica é: por que o governo de Gladson Cameli não quer que os órgão de controles federais investiguem as falcatruas que há dentro da SESACRE? Uma vez que as investigações estavam de vento em polpa.

Sem dúvidas esse foi o maior subterfúgio do governo Gladson para tirar os órgão federais do caminho. Agora as expectativas recaem sobre os órgãos de controle estaduais, sai a Polícia Federal e entra a Polícia Civil; sai a CGU, TCU, MPU e entra o Ministério Público Estadual e Controladoria Geral do Estado.

fonte: 3dejulhonoticias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − quatro =