Prefeito de Rio Branco visita obras dos ramais Moreno Maia e Barro Alto

A Prefeitura de Rio Branco tem se empenhado na recuperação dos ramais, buscando melhorar a acessibilidade e a infraestrutura das comunidades rurais. Até o momento, foram recuperados 118 quilômetros de ramais, de um total de 1500 dentro do Cinturão Verde da cidade. Os demais trechos são de responsabilidade do governo do Estado.

Em toda malha viária que compete a prefeitura, já foram realizados 364 quilômetros de piçarramento, instalados 234 bueiros e construídas 346 pontes, sendo 8 delas em concreto. Outro avanço importante é a pavimentação de mais de dez quilômetros de asfalto, proporcionando mais conforto e segurança aos moradores dessas regiões.

Nesta quarta-feira (15), o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom e o secretário de Agropecuária, Eracides Caetano, fizeram uma visita técnica na região do Barro Alto e no Projeto de Assentamento Moreno Maia. A equipe técnica percorreu os principais trechos em obras e os pontos já concluídos. Logo no quilômetro 2 do Barro Alto, a prefeitura recuperou um dos trechos de maior gargalo. Essa imensa ladeira, nunca nenhuma gestão teve coragem de arrumar. Agora, com o material frezado e o reaproveitamento de asfalto, o seu Raimundo, não precisa mais forçar o carro.

“Agora ficou ótimo, Deus me livre. A vista do que estava, agora está uma bênção. Agora está beleza. nota 10.”

Foi feita a correção nos pontos que acumulavam água (Foto: Val Fernandes/Assecom)

Com a correção nos pontos que acumulavam água, agora, o acesso será de inverno a verão. Todos os transtornos ficaram para trás. Hoje a realidade no ramal União é outra. Serviços de recuperação já foram feitos e agora o ramal já está prontinho para receber o piçarramento.

“Dá gosto de ver o trabalho que a gente está fazendo. Ali no ramal União é um ramal que atolava trator, caminhão e o outro ponto era um trecho do Moreno Maia que quando vinha o inverno a água descia e arrebentava tudo. Graças a Deus que a nossa equipe esteve aqui, trabalhou mais de uma semana só nessa região e está aí o trabalho, para todo mundo ver, um trabalho lindo. É uma equipe comprometida em fazer o trabalho bem feito”, destacou o prefeito.

As pontes de madeira que há anos não recebiam manutenção, a prefeitura está construindo novas, reforçadas com mais resistência e qualidade. De acordo com o secretário da Seagro, Eracides Caetano, já foram construídas cerca de 46 pontes e agora tem ainda mais 8 de concreto.

Novas pontes estão sendo construídas (Foto: Val Fernandes/Assecom)

“Tem 8 de concreto e tem 9 de madeira ainda para serem concluídas. Assim, temos umas que já estão fazendo, mas temos 9 que ainda não mexemos. Vamos começar agora, depois que concluir essas aqui do Barro Alto, a gente vai começar a construção das outras, que é em vários lugares no município”, informou.

Só quem utiliza o ramal com frequência, como é o caso do funcionário púbico Elias Dias, sabe da importância dos serviços.

“A placa por si só já diz, Ramais da Dignidade. Eu conheço o Barro Alto, acho que tem mais de 25 anos, que eu ando aqui. Acredito que de todas as gestões, é a primeira vez que a gente está vendo alguma coisinha fluindo. As pontes a gente está vendo que já está saindo. Agora a gente está conseguindo rodar mais um pouquinho no inverno.”

Segundo o diretor de ramais da prefeitura, até o final do ano todo o Cinturão Verde da cidade estará concluído.

“Foi uma determinação do nosso prefeito Tião Bocalom que a gente desse a trafegabilidade para toda a comunidade em torno do Cinturão Verde de inverno a verão. Sabemos que o período chuvoso já se encontra, mas estamos concluindo. Eu acredito que até mais ou menos meados do dia 20 de dezembro todo o Cinturão Verde estará pronto”, explicou.

Ao final da visita técnica o prefeito ficou satisfeito com a qualidade e o ritmo das obras.

“Parabéns a nossa equipe da Seagro que está trabalhando de segunda a domingo, não tem dia santo, não tem feriado e todo mundo é imbuído da mesma vontade de fazer esse ramal rodar de inverno a verão porque nós queremos comer o arroz de Rio Branco, feijão de Rio Branco, tomar o leite de Rio Branco, e pra isso, precisa de estrada”, concluiu o prefeito.

Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom
Foto: Val Fernandes/Assecom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − um =