DESCASO NA FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO ACRE: DIREITOS TRABALHISTAS DOS MAQUEIROS IGNORADOS

Gostaria de denunciar a situação crítica enfrentada pelos maqueiros terceirizados na Fundação Hospitalar do Acre. Estamos lidando com dois meses de salários atrasados, somado a um atraso de quatro meses no pagamento do vale-alimentação e à ausência de remuneração pelo vale transporte. Além disso, não estamos recebendo o devido adicional de insalubridade, mesmo após uma vistoria realizada pelo Ministério do Trabalho. Surpreendentemente, a empresa responsável pelo contrato, a New Times, oculta os resultados da visita, impedindo-nos de ter acesso ao laudo.

No último mês, a Fundação Hospitalar do Acre efetuou repasses com um mês de atraso, alegando falta de orçamento. É perturbador saber que os recursos provenientes da União, destinados à Sesacre com obrigações pendentes, foram desviados para outros fins. Enquanto isso, somos tratados como palhaços em um circo de boa gestão encenado pelo atual presidente.

É imperativo que esta denúncia seja divulgada, pois sentimos como se estivéssemos sendo usados como peças de um teatro. Embora tenhamos sido apresentados como parte de melhorias na Fundação, na prática, a situação é completamente diferente. As necessidades básicas dos trabalhadores estão sendo ignoradas enquanto os líderes da instituição exibem uma fachada de sucesso. Exigimos transparência e justiça diante dessa situação alarmante que afeta não apenas os maqueiros, mas também a credibilidade da Fundação Hospitalar do Acre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 2 =