Cid Ferreira secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana de Rio Branco que em 2024 terão obras de grande impacto

O secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana de Rio Branco, Cid Ferreira, é um dos grandes nomes da gestão do prefeito Tião Bocalom. Cid é gestor de uma das principais pastas da capital e o responsável por comandar grandes obras e revitalizações que trazem mais qualidade de vida para a população.

Apenas em 2023, a Seinfra se destacou por diversas ações, mas as mais comentadas foram o início das obras do Elevado da Estrada Dias Martins e a iluminação de Natal na Praça da Revolução.

O secretário fez uma retrospectiva do terceiro ano de gestão e apontou os maiores destaques da pasta. Segundo Cid, foram revitalizados 38 espaços públicos esportivos e de lazer, 18 academias ao ar livre, 10 pontes e passarelas e 13 prédios públicos. Além do programa Recupera Rio Branco, que teve finalidade de atender os bairros atingidos pela enchente do Rio Acre e, simultaneamente, a enxurrada do Igarapé São Francisco.

“Iniciamos o ano com essa alagação, que aconteceu logo após o carnaval, que foi uma alagação juntamente com a enxurrada do São Francisco. Foi aquela coisa terrível no início de 2023 e nós precisamos tomar providências urgentes. Com isso, nós fizemos, com base no decreto de calamidade e contratamos novas empresas, sendo 10 com a nossa Emurb e classificamos através do programa que nós temos na nossa Prefeitura, que é o RBGeo, que enxerga toda a cidade e identificou 40 bairros que sofreram com a alagação e nos entregou um total de 440 ruas”, explicou.

Segundo Cid, nessas ruas havia todos os tipos de serviços e por isso a Prefeitura iniciou a programação para recuperar e atender os bairros. “Paralelo a isso, a Emurb tomou um fôlego e ficou executando algumas coisas relacionadas ao Recupera Rio Branco em outras ruas e nós fomos de maio até outubro. Em 2024 nós vamos replicar com o Programa Asfalta Rio Branco, que vai na mesma linha e será para atender demandas”, completou.

Obras de impacto em 2024

Segundo Cid, as obras de impacto são reclames da população que perduram há 20 anos, como a Ponte sobre o igarapé Judia, para ligar os bairros Canaã e Belo Jardim. “Tinha uma ponte de madeira que durante um ano, tinha que fazer no mínimo três manutenções, que chegava mais ou menos no valor da despesa que estamos tendo construindo uma ponte de concreto e aço”, disse.

O secretário informou que a ponte terá 188 metros de extensão, com duas mãos e passagem para pedestre. “É uma ponte muito bonita e tem participação da ex-senadora Mailza Assis, que deu uma emenda e nós demos a contrapartida. É um trabalho muito bacana e essa ponte vai possibilitar o tráfego de 23 bairros daquela região. Quem vem pela BR, vai economizar muito tempo”, explicou.

Cid afirmou que as equipes seguem trabalhando, mesmo com o período chuvoso, para entregar a ponte entre os meses de abril e maio. “Já estamos com as estruturas todas prontas e a população acompanha a execução das obras por meio do nosso sistema “De olho na obra”. Toda a parte estrutural está pronta e agora eles podem trabalhar debaixo de chuva. Se nós não tivermos nenhuma interrupção, que eu digo sobre nova enchente, devemos entregar entre abril e maio”, confirmou.

Outra grande obra que deve ser entregue ainda em 2024 é o Elevado da Estrada Dias Martins e os trabalhos já foram iniciados. “Ele está sendo executado com recursos próprios, de arrecadação dos impostos da nossa população. A nossa prefeitura, com atenção e zelo, pensou no horário de pico, que muitas pessoas ficam presas em um congestionamento por mais de 10 minutos e além disso, toda cidade moderna tem viaduto. Aqui não é cidade do interior, é a capital. Nós iniciamos e a empresa está comprometida com o cronograma e a expectativa é entregar em junho de 2024”, disse.

A perfuração é uma das etapas da obra para a construção do elevado

Segundo o secretário, o elevado vai proporcionar maior rotatividade e viabilidade para o trânsito naquela região. Por isso, a Prefeitura também já pensou no elevado da rotatória da AABB, que terá uma nova licitação publicada, visto que as três empresas que compareceram à primeira licitação não estavam aptas. “Ela foi considerada deserta e nós vamos republicar o edital. Creio que na primeira quinzena de janeiro, a licitação deva estar aberta e disponível para que os licitantes possam participar e podermos, assim, construir esse outro elevado, que vai trazer muita comodidade para quem trafega naquela região”, disse.

Cid também explicou que nos últimos dias encaminhou para comissão de licitação, um ofício sobre o Mercado Elias Mansour, localizado no bairro Cadeia Velha, próximo ao Terminal Urbano. “Vamos fazer um mercado moderníssimo, vai ser feito com dois pisos e uma praça. Estamos falando em modernizar nossa cidade, então nada melhor do que um mercado central onde toda população visita. Teremos um mercado muito bonito, muito modernizado, com todo o comércio, atendendo a necessidade de quem ali procurar o mercado”, disse.

Para a região central, a prefeitura também tem um projeto aprovado para a revitalização do Calçadão da Benjamin Constant, próximo ao Aquiri Shopping.

“Com a transição do governo federal, a Sudam não conseguiu liberar o recurso do projeto que nós apresentamos e que já estava aprovado, mas nós estamos insistindo novamente com esse projeto. Esse agora está indo para o MDR. Esperamos que a gente consiga a liberação para também fazer um novo Terminal Urbano bem bonito, bem atrativo e seguro para nossa população”, disse.

Casas populares

Além das obras de infraestrutura para a cidade, há ainda as obras de programas habitacionais, como o Minha Casa, Minha Vida, 1001 Dignidades e Minha Dignidade. O secretário explicou que serão 1873 novas moradias para Rio Branco.

1001 Dignidades: as casas de madeira serão para as famílias de baixa renda, que moram em margens de rios e igarapés, que estão em aluguel social ou moram em assentamentos precários. “Nesse programa, o município faz a seleção das pessoas, não existe inscrição. A Secretaria de Assistência Social que identifica essas famílias”, disse.

Protótipo das casas populares construídas por Bocalom/Reprodução

Minha Dignidade: dentro desse programa, a prefeitura entra com com o terreno e a infraestrutura dele, e a execução será feita com uma PPP, com a participação da Caixa Econômica, com o financiamento, a prefeitura faz a doação do terreno e comprador financia junto ao banco, com auxílio do governo federal, em função da renda e a execução são com as empresas do mercado empresarial. “As inscrições serão disponibilizadas em 2024 pela Secretaria de Tecnologia e com certeza será colocado no portal da Prefeitura”, disse.

O programa será de moradias em apartamentos/Foto: Ascom

Minha Casa, Minha Vida: as casas serão para aqueles que perderam seus imóveis, que moram em risco, seja hidrológico ou geológico, e nesse programa, a Prefeitura faz a seleção e também não existe inscrição.

“São três programas fantásticos, e a prefeitura nunca trouxe isso para a nossa população. No Minha Casa, Minha Vida, são em torno de 685 unidades, sendo 333 casas e 352 apartamentos, já no Minha Dignidade, são 224 apartamentos em um prédio e 192 apartamentos em outro. Já no 1001 Dignidades, como tivemos que emprestar terrenos para o Minha Casa, Minha Vida, serão 772 terrenos, mas a Prefeitura já está identificando outros terrenos para fecharmos como lançamos inicialmente: 1001 unidades habitacionais”, disse.

Cid afirmou que as obras serão feitas em 2024 e até o final do ano serão entregues todas as casas.

Revitalizações

O secretário também relembrou uma das grandes obras que foram feitas em Rio Branco no ano de 2023: a revitalização da Via Chico Mendes, no Segundo Distrito da capital. “Hoje ela é o nosso portal de entrada e nosso cartão postal, é uma cidade que começa a se notabilizar como uma cidade moderna”, disse.

Cid afirmou que a Prefeitura fez a revitalização completa de toda a ciclovia, bem como a iluminação e a parte urbanística. Já a parte do recapeamento foi feita pelo Governo do Estado, através de uma emenda de Gladson Cameli, enquanto era senador da República.

Entrega da revitalização da Via Chico Mendes

Além da Via Chico Mendes, a Prefeitura também finalizou a duplicação da Estrada da Floresta e do canteiro central, que deu um novo cenário para a rua, que estava com algumas áreas de meio fio e iluminação danificadas e em janeiro de 2024 deve ser entregue de forma oficial. A Prefeitura também já iniciou uma rotatória para a entrada do bairro Bonsucesso, para que os carros que precisem entrar não atrapalhem o tráfego do local.

Secretário de Infraestrutura Cid Ferreira

“São trabalhos que vão dando uma nova cara, uma nova vestimenta para nossa cidade. Nós iniciamos uma iniciamos as construções de novas quadras de esportes e outras que já revitalizamos, como a do Conjunto Universitário, que estava há 15 anos sem receber uma reforma”, disse.

Avaliação de 2023

O secretário avaliou o ano de 2023 da forma mais positiva possível. “Estamos fechando 2023 com todos os projetos aprovados. Nenhuma pendência de projeto e vários projetos em licitação, outros em execução, e outros já aprovados no ministério e agora 2024 é só trabalhar a execução. Então foi muito positivo 2023, realmente a gestão Sebastião Bocalom decolou no quesito infraestrutura, mas também decolou na Saúde, na Educação, na Assistência Social. Em todas as pastas houve sim uma decolagem muito boa e a nossa população começa a perceber o quanto o prefeito está trabalhando em prol da população”, disse.

Cid, que está à frente da pasta desde outubro de 2021, conta que também foram feitas adequações dentro da própria Seinfra. “Eu encontrei um prédio em condições insalubres, então fui ajustando, conseguimos ali o antigo Mira Shopping e agora temos novos computadores, com tecnologia e somos o único órgão no estado que trabalhamos com a tecnologia BIM”, relembrou.

A Seinfra está localizada no antigo Mira Shopping, ao lado da Prefeitura de Rio Branco

O BIM é um sistema utilizado em projetos de engenharia de acordo com o conceito da indústria 4.0. A indústria 4.0 exige métodos e sistemas cada vez mais inteligentes para uso no dia a dia, automatizando e potencializando entregas.

Fonte: Cintilante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 12 =