Avião de pequeno porte caiu em Manoel Urbano-AC

O avião monomotor que caiu nesta segunda-feira, 18, em Manoel Urbano, estava sem Certificado de Aeronavegabilidade válido, por estar com o certificado vencido, segundo a Agência Nacional da Aviação Civil. Conforme o Governo do Acre, 7 pessoas ocupavam o avião, mas no documento da Anac, a aeronave estava certificada para transportar três passageiros mais um piloto.

Segundo consulta  à plataforma da Anac, o avião que caiu cerca de 1 km depois da cabeceira da pista em Manoel Urbano é do modelo Cessna 182P, um dos mais confiáveis do mundo para a categoria. De acordo com a documentação, a aeronave de prefixo PT-JUN foi fabricada em 1974, tinha como peso máximo de decolagem 1.338 kg e 4 assentos, incluindo o do piloto.

O monomotor tem como categoria de registro a prestação de serviço aéreo privado, ou seja, o voo naquele avião não poderia transportar passageiros pela troca de remuneração (táxi aéreo).

Uma lista preliminar com o nome dos passageiros do avião monomotor que se chocou contra o solo em Manoel Urbano nesta segunda-feira, 18, logo após a decolagem. Segundo as informações obtidas, são estes os nomes dos envolvidos na queda:

Roney Mendes, 59 anos (Piloto)

Suani Camelo, 30 anos;

Mateus Jeferson Fonte, 26 anos;

Amélia Cristina Rocha, 28 anos;

Bruno Fernando dos Santos, 36 anos;

Delisiane Salomão Calisto, 15 anos;

Sidney Estuardo Hoyle Vega (óbito).

fonte: ac24horas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =