A segurança pública do Estado do Acre está na Lama, declara Deputada Michelle Melo 

“A segurança pública do Estado do Acre está na Lama. E não estou responsabilizando o secretário de segurança pública, eu estou responsabilizando o governo,” declara a Deputada Michelle Melo 

As fragilidades da segurança pública estadual, pautaram a tribuna da Assembleia Legislatica do Acre, na manhã desta terça-feira, 02. 

A deputada Michelle Melo, durante seu pronunciamento no grande expediente, pontuou o tema segurança pública de forma veemente trazendo para a discursão às necessidades tanto dos trabalhadores como das estruturas necessárias para um bom trabalho desenvolvido. 

“Esse é um tema que estamos debatendo quase todos os dias aqui nesta casa. Fizemos uma visita ao Sistema Prisional e detectamos falhas gigantescas. Detectamos necessidades principalmente dos servidores que não tem condições de trabalho,” explicou a deputada. 

A deputada também falou sobre os incêndios nas delegacias de Polícia Civil. 

“Outro ponto relacionado a segurança pública e que está sendo noticiado pela mídia local são os constantes incêndios nas delegacias do Bujari, Rio Branco, Manoel Urbano. Também tivemos o caso da funcionária Ecilandia Marques, que denunciou nas redes sociais a queda do teto que quase atingiu a sua cabeça em uma delegacia da Polícia Civil. Muitas coisas não dependem da lei de responsabilidade fiscal, mas dependem do comprometimento do governo com a Segurança Pública, que diga-se de passagem está nefasta,” afirmou a parlamentar. 

Finalizando a sua fala a deputada Michelle Melo reafirmou que a Segurança Pública do Acre não atende o que de fato o povo precisa. 

“A segurança pública do Estado do Acre Está na Lama. A segurança não atende nem aos trabalhadores da segurança e nem a própria população. Não estou responsabilizando o secretário de segurança pública, eu estou colocando a responsabilidade nas mãos do governo. Quero deixar uma pergunta a nossa população: Qual é o tema principal da ação desse governo em 2024?” questionou a deputada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 18 =