Programa Asfalta Rio Branco inicia obras na regional do Segundo Distrito

Dentre as dez empresas contratadas pela Prefeitura de Rio Branco para realizar serviços de tapa-buracos, recapeamento asfáltico, calçamento e sarjetas em todas as regionais da capital, a Construtora GBM, que ficou responsável pela regional do Segundo Distrito, já iniciou os serviços, começando pelo corredor principal da Avenida Amadeo Barbosa.

Além das melhoria nas vias de acesso, que vai trazer mais conforto e mobilidade urbana à população rio-branquense, o Programa Asfalta Rio Branco também vem cumprindo um papel social, empregando trabalhadores na área da construção civil.

Lino: “Programa é uma oportunidade ter novamente a minha carteira assinada” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

O operador de máquinas pesadas Lino de Oliveira França, disse que estava desempregado há quase um ano. Ele viu no Programa Asfalta Rio Branco, uma oportunidade de ter novamente a carteira assinada.

“Com o Asfalta Rio Branco, eu vi a oportunidade. Eu mexo com máquina e caminhão pesados e parei para perguntar se estavam precisando de trabalho, e agora, graças a Deus, estou empregado”, comemorou.

O empresário Giuliano Venturin, proprietário da construtora GBM, explica como os serviços de recapeamento e tapa-buracos serão executados na regional.

Giuliano:”Estamos liberando as equipes conforme as demandas” (Foto: Val Fernandes/Assecom)

“Esse contrato do Asfalta Rio Branco é sob demanda. Então, a gente está recebendo as demandas da prefeitura e liberando as equipes. Inicialmente, a gente recebeu a demanda da Amadeu Barbosa, então já liberamos hoje a primeira equipe para lá, que é uma prioridade. Na sequência, já está sendo concluídos os levantamentos da rua Boulevard Augusto Monteiro e na sequência, pelo o que a gente tem no cronograma de prioridades, a estrada do Amapá”.

O empresário falou ainda do importante papel social do Programa Asfalta Rio Branco, principalmente oportunizando e gerando empregos, aproveitando inclusive a mão de obra nas próprias comunidades do bairro

“Estamos tentando aproveitar a mão de obra local nos bairros. Quem tem currículo com alguma qualificação a gente aproveita”, concluiu.

(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)
(Foto: Val Fernandes/Assecom)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 3 =