Realidade nua e crua: Com bilhões no orçamento Secretaria de Educação tratora os direitos dos educadores, deputada Michelle Melo pede respeito

Com um discurso forte e de apoio direto aos educadores do Acre, a deputada Dra. Michelle Melo, saiu em defesa dos trabalhadores ativos e inativos da educação na manhã desta quarta-feira, 10, na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (ALEAC). 

Na tribuna a parlamentar pediu respeito por parte dos gestores do governo para as demandas reivindicadas pelos educadores acreanos. 

“A senhora Maria Santana que tem 86 anos, ontem estava aqui na audiência pública, presente e lutando pelos seus direitos , mas infelizmente o secretário de Educação do Acre, Aberson Carvalho e o Secretário de governo Alisson Bestene, que foram convidados para a audiência não estavam presentes. Esse desrespeito precisa ser registrado. Vocês educadores merecem respeito e toda honra, vocês não merecem depois da aposentadoria ter uma perda salarial de mais de 15 mil ao ano, merecem sim a valorização,” explicou a parlamentar. 

A audiência pública discutiu o piso nacional do magistério no Acre, a reconstrução da tabela do Plano de Cargo e Carreiras e a remuneração com a aplicação da lei 5.230/23. 

A deputada detalhou a fala do próprio Sindicato sobre o tratamento da secretaria de educação com os profissionais. 

“Ouvimos a fala do próprio sindicato que a secretaria de educação é um trator passando por cima das carreiras. Eles se sentem humilhados, desrespeitados e não acolhidos pelo secretário de educação, Aberson Carvalho. Existem leis aprovadas que não estão sendo cumpridas, alunos que não possuem banheiros nas escolas, falta de merenda escolar, professores que fazem cotas para comprar o gás de cozinha da escola, educadores adoecidos pela falta de condições de trabalho e alunos reclamando que o programa prato extra é uma fake news,” finalizou a parlamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + dois =